De certeza que já  teve esta dúvida na sua cabeça. Ver um filme que acabou de sair, ou ver um filme que já viu mais de cinco vezes? Decisão difícil.

Com a quantidade de séries e filmes produzidos anualmente a aumentar, torna-se demasiada novidade para uma pessoa dar atenção a coisas antigas e repetidas. Ainda para mais, a agenda mediática dita-nos aquilo que devemos ver para que não nos sintamos excluídos da sociedade. Com isto, é cada vez mais difícil arranjar tempo para rever alguma coisa.

Existe então um estudo, que chegou à conclusão que deixar as novas séries e filmes de lado, para voltar a rever algum dos dois faz bem à saúde.

Mas afinal, o que leva as pessoas a deixarem a novidade pelo clássico e repetido?

Primeiramente, porque gostamos do conteúdo. O curioso é que quanto mais vemos, mais gostamos.

A segunda razão, é a nostalgia que o filme nos proporciona.

A terceira razão é denominada de regulação emocional. Um filme antigo não nos pode surpreender, pois nós já sabemos o desenvolvimento e o final do mesmo. O facto de sabermos todas as informações, torna o consumo do filme uma espécie de regulador emocional. Sentimos conforto em saber o que vai acontecer, e não existe qualquer tipo de sentimento de desilusão.

Por fim, o fator existencial. Quando ouvimos uma música que já não ouvíamos há muito tempo, ou filme que não víamos há muito tempo, quando o voltamos a fazer, somos transportados até à altura em que ouvimos e vimos pela primeira vez.

Se alguma vez voltar a ficar indeciso entre ver um filme novo ou um clássico, aproveite e faça uma terapia gratuita, vendo aquele filme que já viu mais de cinco vezes.

Escreva um comentário

FALA CONNOSCO
close slider