Depois de vários meses a decair nos valores, as novas operações de crédito à habitação voltaram a subir, superando novamente a fasquia dos 900 milhões de euros em empréstimos para a compra de casa, em julho. Contudo, no mês de agosto, a banca emprestou 854 milhões de euros às famílias, menos 77 milhões que no mês anterior.

De acordo com os dados do Banco de Portugal (BdP) as operações de crédito para a compra de casa ficaram abaixo dos 900 milhões nos meses de abril, maio e junho, conseguindo ainda assim, não baixar da marca dos 830 milhões. No primeiro trimestre do ano ,  o valor concedido pelos bancos (2.848 milhões de euros) foi superior (+21%) ao emprestado nos mesmos três meses de 2019, o que quer dizer que, até março, o crédito à habitação ainda não refletia o impacto da pandemia.

O mesmo aconteceu com o crédito ao consumo. Foram concedidos 363 milhões de euros, durante o mês de agosto, um valor que fica abaixo dos 402 milhões emprestados em julho.

Fonte: Idealista.pt

Escreva um comentário

FALA CONNOSCO
close slider